<$BlogRSDUrl$>

terça-feira, fevereiro 17, 2004

Coisas inacabadas 

Hoje, enquanto lia o último post do blog Flor de Obsessão, fixei-me na parte em que fala do hábito português de deixar projectos inacabados.
Então, lembrei de um poema que comecei a escrever há umas semanas. Não cheguei a acabá-lo. Talvez o acabe ainda, talvez não. Tudo tem um tempo e persistir em algo por obrigação não é uma postura que me agrade.


Naquele dia acordaste triste
E pensaste que ia ser só mais um
Mas encontraste um búzio
E puseste-te a escutar
Então, ouviste-o contar
Uma história do outro lado do mar.

Havia um velho pescador maneta
Que acreditava que o mundo era uma treta
Mas um dia espetou um prego no pé
E daí em diante mudou a sua fé.

Janeiro 2004






This page is powered by Blogger. Isn't yours?