<$BlogRSDUrl$>

terça-feira, junho 08, 2004

We Don't Play Guitars! 


O título do álbum das Chicks On Speed bem podia ter sido dado ao Head Hunters de Herbie Hancock, em 1973. Em todo o álbum, não se houve uma única vez uma guitarra. Talvez por isso mesmo se tenha tornado um dos álbuns mais marcantes da história do Funk e, simultaneamente, do jazz.
Hancock serviu-se de diversos sintetizadores e teclados, entre os quais o curioso Clavinet, uma espécie de cruzamento entre a guitarra e um cravo.

Como não podia deixar de ser, a construção das músicas é do mais simples que pode haver. 1, 2 ou 3 acordes, um groove constante e espaço para inventar. E músicas tão extensas quanto os músicos podem aguentar. E é isso que faz do Funk a música especial que é.
Das palavras do próprio Hancock:
«Simplicity is almost always better. You can get simplicity out of complexity if you're clever enough. That's how you get complexity over to the general public... to put in a simple form.»






This page is powered by Blogger. Isn't yours?